segunda-feira, 22 de junho de 2009

"e os nossos dias serão para sempre"

Hoje, encontrei ele todo rabiscado no supermercado. E é tudo.


“É só o meu livro, guarda-o bem:

Nele floresce o nosso amor casto

Nascido nesse dia que o destino

Uniu o meu olhar à tua dor!”

Florbela d’Alma Espanca

p.s.: o nome da poetiza, por si só, já é uma poesia.



4 comentários:

Nanda disse...

depois me empresta

Túlio Moreira Rocha disse...

depois me espanca

Ju Marton disse...

realmente, o nome dela é uma poesia. ;*

Péricles Carvalho disse...

po nome dela é poesia, e o poema tb é muito bonito!

uma dedicatória para todos os que venham, possivelmente, a lê-lo.

posso estar viajando, mas eu acho queéh metalinguístico! oO


besos calientes Marhela!